Recomendados

27 de agosto de 2015

Pré-história - A Viagem de um Ensinomediano

AVISO: SE VOCÊ É UMA PESSOA CHEIA DE FRESCURA OU UM MORALISTA, MELHOR NEM PROSSEGUIR, NÃO VAI GOSTAR DO QUE VAI LER, AGORA SE VOCÊ GOSTA DE TER UMAS VIAGENS BEM LOUCAS MESMO, SEM USO DE ENTORPECENTES, ESSE TEXTO É PRA VOCÊ.

          Fala galera, tudo beleza? Eu estou bem, e vou falar de um assunto bem velho, literalmente. Hoje a aula de Humanas no meu curso pré-vestibular foi sobre a pré-história, como eram os conceitos de beleza daquela época e tals, e eu, que sou uma pessoa que deve ter algum problema mental, imaginei como era a reprodução desse povo, tipo, imaginei a cena mesmo, baseado no conceito de beleza feminina da época descrita pelo ministrante da aula.
          De acordo com as falas do meu querido professor, de uma mente brilhante, um homem inspirado por Deus, que com certeza vai ler essa postagem, os homens daquela época gostavam das mulheres, como posso dizer?... Com um pouquinha de obesidade mórbida, não eram gordas, eram mais ou menos do tamanho dos mamutes que eles caçavam. Nada contra as gordinhas, acho umas até bem ajeitadas, mas as daquele tempo, eram exageradamente grandes, XXGG ao quadrado, Família Dinossauro não chegava aos pés delas.
          O "melhor de tudo" era a reprodução, imaginem comigo, os homens daquela época em que não existia Gillette (patrocina eu), a quantidade de pelos era imensa em todas as partes do corpo, nas mulheres também, a sinfonia de cabelos embaraçando, enquanto eles se perdiam no êxtase do coito, era coisa de louco kkkkkkkkkk (eu não consigo escrever isso sem rir), duas bolas de pelo se entrelaçando, isso ultrapassa os limites do bizarro, sem contar que não tinham a higiene que temos hoje, de tomar banho, bonitinho, cheirosinho... kkkkkkkkkk Meu Deus, é demais pra minha cabeça, pra piorar eu ainda imaginei durante a aula como era feito o parto, gente, pensa aqui comigo, melhor, pensa não, é mais bizarro que o ato de copular kkkkkkkkk
          Na moral, aula de história é muito divertido, lógico que teve conteúdo realmente útil e eu prestei atenção, mas queria relatar esse espasmo cerebral que eu tive durante a aula, que foi uma viagem muito louca, e agradecer ao meu professor, que foi o inspirador desse post graças à essa aula super divertida. Obrigado.
          Bom gente, é isso, espero que tenham curtido essa doideira que se passou na minha mente. (só pra deixar claro, eu não uso drogas) Se quer acompanhar o blog, curta a fan page na lateral do blog, compartilhe com seus amigos, por que isso ajuda muito e sinta-se a vontade para mandar essas "viagens" que passam na sua cabeça durante certas aulas, vou gostar de ler e publicar, muito obrigado à todos. Vida longa e próspera.



Vitor Kurosaki.

Nenhum comentário:

Postar um comentário