Recomendados

28 de março de 2016

Eu só queria ser o Batman

Aproveitando o clima de Batman vs Superman, eu resolvi contar uma história pra vocês que aconteceu comigo quando eu tinha uns 6 ou 7 anos, e eu queria ser o Batman, mas não deu muito certo. Se liga aí.

Criança não é um ser normal, acho que o capeta fica do lado dela falando: "Faz essa merda aí, vai dar tudo certo, você não vai rachar o beiço no meio. Você não quer ser o Batman? O Batman voa sim, com certeza. Tenta aí, você também consegue."

Eu estava na porta da igreja brincando com um amigo meu da época (que nem me lembro mais quem era só lembro que era mais velho), e eu estava com uma jaqueta preta (que pra mim era a capa do Batman), e essa jaqueta tinha uns bolsos por dentro, aí me veio a esplêndida ideia de colocar as mãos nos bolsos e pedir pra esse amigo meu me jogar pro alto que eu ia voar (vai lá, idiota, morcegão, filho do Batman, urubuzão do Goiás), esse amigo ainda me alertou que eu ia me machucar, mas não dei moral e falei pra ele jogar logo, então ele jogou... E foi a melhor coisa da minha vida, eu voei por cima da igreja, sobrevoei o bairro inteiro e depois voltei para onde eu estava e agradeci muito ele pelo favor... Mentira, eu cai com a boca no chão (não tinha como me defender da queda, as mãos estavam nos bolsos), fiz um corte e comecei a chorar muito alto, minha mãe saiu da igreja e foi lá ver o que tinha acontecido, brigou com o sem ideia que me jogou pro alto e com o sem ideia que pediu pra ser jogado pro alto. Moral da história: Não seja o Batman!

Não deixem de compartilhar se tiver gostado, muito obrigado e até a próxima.

Vitor Kurosaki.

Um comentário: